Lidando com Relacionamentos Difíceis

Para melhorar nossos relacionamentos, temos que dissolver nossas projeções irrealistas que causam as dificuldades e desenvolver uma atitude solidária.

Explicação

A meditação budista é direcionada à superação de problemas. Para isso, o Buda ensinou as Quatro Nobres Verdades, para nos ajudar a lidar com eles da melhor maneira possível. Todos nós temos problemas a enfrentar na vida. Alguns são mais drásticos que outros. Mas um que a maioria de nós enfrenta tem a ver com nossos relacionamentos.

Alguns desses relacionamentos podem ser bastante difíceis e desafiadores. Contudo, o Buda nos ensinou que há algo que podemos fazer que nos capacita a lidar melhor com eles. Precisamos olhar para dentro para encontrar a causa desses problemas. Independentemente do quanto os outros estão contribuindo para os nossos problemas, a única coisa que podemos controlar é a forma como nós reagimos a eles. Ou seja, como nós reagimos no que diz respeito aos nossos comportamentos e atitudes.

Já que o comportamento é moldado pelas atitudes, devemos concentrar nossos esforços em aprimorar as atitudes. Se substituirmos aquelas que criam problemas por outras, mais saudáveis, baseadas na realidade e na compaixão, iremos minimizar – se não eliminar por completo – o sofrimento que vivenciamos por conta de relacionamentos difíceis.

Meditação

  • Acalme-se focando na respiração.
  • Pense em alguém com quem tenha um relacionamento difícil como um exemplo da primeira nobre verdade – sofrimentos verdadeiros.
  • Deixe o sentimento de irritação surgir.
  • Examine o motivo pelo qual você se sente assim, como um exemplo da segunda nobre verdade – as verdadeiras causas do sofrimento. Talvez por ser difícil conviver com essa pessoa e ela lhe dar muito trabalho, talvez por não gostar de algo a seu respeito, ou por não estar disponível quando você deseja estar com ela ou por não estar sempre de bom humor.
  • Ao ir mais a fundo, você nota que identifica essa pessoa somente através desse aspecto e não a considera como um ser humano que se relaciona com muitas outras pessoas. Também não considera,  tudo mais que afeta sua vida, além de você. E que tem sentimentos e deseja ser amada, assim como você.
  • Nem todas as pessoas sentem da mesma maneira em relação a ela, logo, é possível acabar com o sentimento de irritação e desconforto de estar com ela como um exemplo da terceira nobre verdade – o verdadeiro cessar do sofrimento.
  • Para dissipar esse desconforto você precisa se dar conta, como um exemplo da quarta nobre verdade, o verdadeiro caminho mental do entendimento correto, que se ela realmente existisse como uma pessoa irritante, todas as pessoas a achariam irritante, desde o momento de seu nascimento. No entanto, isso é impossível.
  • Você interrompe essa sua projeção dela como uma pessoa realmente irritante.
  • Assim, você passa a enxergá-la sem irritação. Ela apenas parece ser irritante para você, mas isso é como uma ilusão. 
  • Logo, você desenvolve uma postura solidária em relação a ela – essa pessoa é um ser humano que deseja ser querido e ser feliz, e não deseja ser rejeitado. Do mesmo modo que eu não gostaria que ela agisse comigo como se eu fosse um incômodo, como se eu fosse um mosquito – pois isso afetaria meus sentimentos – ela,  igualmente não gostaria, pois isso também afetaria seus sentimentos.
  • Considere a pessoa com uma atitude solidária.

Resumo

É claro que, para lidar com pessoas difíceis, temos que primeiro nos acalmar quando as encontramos, ou antes de as encontrar, caso tenhamos a chance. Então, quando estivermos com elas, devemos considerá-las como seres humanos com sentimentos, assim como nós, e desenvolver uma postura solidária. Um dos obstáculos para desenvolver tal postura é não considerar as pessoas no contexto mais amplo da realidade de suas vidas. Se dissiparmos nossas falsas projeções e as enxergarmos de um modo mais realista, com uma postura aberta e solidária, conseguiremos lidar melhor com elas.

Top