Desenvolvendo a Bodhichitta e Colocando-a em Prática

Outros idiomas

Amor

Chamamos de amor a atitude com a qual você deseja que todos sejam felizes. Todos desejamos ser felizes, mas a maioria das pessoas não conhece realmente o caminho para a felicidade e, portanto, se coloca em situações difíceis, situações recorrentes e incontroláveis, que envolvem muitos problemas e, portanto, não trazem a felicidade que desejam. Assim, é muito importante desenvolver o forte sentimento e atitude de desejar que os outros sejam felizes. O modo como você treina é pensando primeiro em termos de desejar a você mesmo ser feliz, depois que sua mãe seja feliz, seu pai; continue treinando pensando em amigos, inimigos e, em seguida, desejando que todos sejam felizes. Essa é a maneira com a qual você medita sobre o amor.

Determinação excepcional

Além disso, você precisa desenvolver um sentimento de responsabilidade universal com o qual sente que assume a responsabilidade: “Realmente vou fazer algo para trazer felicidade para todos. Na verdade, vou tentar resolver os problemas de todos os seres e tirá-los de qualquer situação difícil em que estejam. ” Você precisa desse estado mental excepcionalmente forte, conhecido como resolução excepcional, onde toma a decisão de fazer isso sozinho.

Bodhichitta

Mesmo quando desenvolvemos essa resolução excepcional, e sentimos: “Eu vou levar felicidade para todos. Eu vou ajudar a eliminar os problemas de todo mundo”, quando nos examinamos, vemos que não temos a capacidade de fazer isso. Não podemos realmente trazer felicidade para todos. Não podemos realmente resolver os problemas de todos. Se perguntarmos quem tem a capacidade de fazer isso, veremos que é apenas alguém totalmente evoluído e com uma mente cristalina, alguém que tenha atingido seu potencial máximo, ou seja, um buda. Portanto, se conseguirmos atingir o estado de um buda, poderemos ajudar a todos.

Isso é algo que podemos realmente realizar com base nesta preciosa vida humana que temos. Na verdade, podemos nos tornar um buda totalmente iluminado. Portanto, a atitude com a qual nos dedicamos totalmente aos outros e alcançamos o estado de um buda para poder ajudar a todos é conhecida como o coração dedicado de Bodhichitta. Uma vez que você realmente desenvolva essa atitude de um coração dedicado que deseja alcançar a iluminação para o benefício de todos, haverá grandes benefícios.

Os Benefícios do Desenvolvimento da Bodhichitta

Diz-se que desenvolver este coração dedicado, mesmo que por um momento, traz benefícios muito maiores do que oferecer um mundo inteiro cheio de jóias, ouro e diamantes para o Buda. Se você fosse simplesmente oferecer uma flor com um coração dedicado, sentindo que está fazendo isso para alcançar a iluminação e poder beneficiar a todos, então, desde que você estivesse fazendo isso com a intenção de beneficiar a todos os seres, o potencial positivo criado seria proporcional a esse objetivo. Seria igual em tamanho a todos os seres.

Reafirmando Seu Ideal de Bodhichitta

Se quando você acorda de manhã, antes de tudo sente o quão afortunado você é por não ter morrido durante a noite, que acordou e ainda está vivo, e então se dedica, dedica o seu coração, o dia inteiro sentindo que “Sejam quais forem as coisas positivas que eu faça, que seja para o benefício de todos os seres”, então quaisquer ações positivas e coisas construtivas que você realmente faça durante o dia serão levadas pela força dessa energia positiva e da dedicação que fez ao acordar. Mesmo que você não tenha esse pensamento em outras ocasiões durante o dia, ainda assim todo o seu dia será sustentado por essa grande energia positiva que você gera com essa forte intenção pela manhã. Portanto, ter um coração dedicado como sua motivação é extremamente importante.

No final do dia você deve reexaminar seu comportamento, tudo que você fez durante o dia e, por exemplo, se você agiu positivamente durante o dia e foi construtivo, deve se sentir muito feliz com isso. Você deve então dedicar o potencial que foi gerado por isso para alcançar a iluminação e a capacidade de ajudar a todos. Você deve dedicar a energia positiva para o benefício de todos os seres. E quando for dormir, deve igualmente estabelecer a forte intenção de que no dia seguinte também irá agir de uma maneira muito positiva, também irá trabalhar para atingir a iluminação para poder beneficiar todos os seres. Se você for dormir com essa atitude, mais uma vez essa energia positiva continuará durante todo o seu período de sono e isso também será algo positivo.

Se você dedicar todo o potencial positivo que gerou, como um fruto que irá amadurecer na forma de sua realização da iluminação, este potencial continuará existindo até que a iluminação seja realmente alcançada. Será algo duradouro, e não exaurirá até que o objetivo para o qual é dedicado tenha sido alcançado, ou seja, até que você se ilumine a fim de que possa beneficiar a todos. É importante dedicar seu potencial positivo de maneira abrangente.

Os Dois Estágios de Bodhichitta

O coração dedicado de bodhichitta na verdade tem dois níveis. Quando você simplesmente gostaria ou deseja atingir um estado de iluminação, como um buda, a fim de poder ajudar a todos, isso é conhecido como o coração dedicado que aspira. Há coração dedicado que aspira e o coração dedicado que está envolvido.

O coração dedicado envolvido é o estado de espírito com o qual você sente que não basta simplesmente aspirar alcançar a iluminação para poder beneficiar a todos, mas que você tem que fazer todas as práticas de um ser dedicado ou Bodhisattva, que irão levá-lo a este estado. Seu coração está completamente envolvido nas práticas que levarão você à iluminação e à prática que beneficiará a todos. Essas práticas foram resumidas no que é conhecido como as seis atitudes ou perfeições de longo alcance, e as quatro maneiras de influenciar positivamente os outros. A atitude com a qual você deseja se treinar em tudo isso é conhecida como o tipo de coração que é dedicado e envolvido ou engajado.

Um exemplo para entender a diferença entre esses dois tipos de coração seria, por exemplo, se você pensasse em ir para a Índia, apenas o desejo de ir seria o tipo de coração que aspira. Mas não basta simplesmente desejar ir à Índia. Você realmente tem que se envolver nos vários passos para chegar lá. Tem que obter um visto, comprar uma passagem de avião, fazer a reserva e assim por diante, e quando se envolve nesse processo, isso é semelhante ao tipo de coração que é envolvido.

Generosidade

Dentre as maneiras pelas quais você se treina com essa atitude, a primeira é desenvolver uma atitude de doação. Generosidade, ou uma atitude de doação, é a atitude com a qual você está disposto a dar tudo aos outros. Qualquer que sejam as coisas que tenhamos nesta vida, todas as nossas posses e assim por diante, todas essas coisas são o resultado da generosidade que praticamos em vidas passadas. Em geral, existem muitos seres para os quais você pode doar. Você pode oferecer coisas de uma maneira generosa aos budas, e da mesma forma pode oferecer coisas para os que estão necessitados; como os doentes, os pobres e carentes. Por exemplo, você pode oferecer a alguém que está em uma situação muito difícil e desagradável algo que é muito agradável.

Há um exemplo de uma vida anterior do Buda quando ele ofereceu seu próprio corpo à uma tigresa faminta que estava em uma situação muito difícil com seus filhotes. O corpo é algo que apreciamos muito e o Buda teve uma atitude tão generosa que estava disposto a alimentar a tigresa faminta. Este é um relato bem conhecido.

Autodisciplina Ética

A segunda atitude de longo alcance é manter uma rígida disciplina moral e isso se refere à disciplina ética de, por exemplo, evitar matar, tirar a vida de outras criaturas ou seres, e evitar agir em qualquer uma das dez maneiras destrutivas. É isso que significa disciplina ética. Se você não tem nenhum tipo de autodisciplina ética, então não há como conseguir um renascimento humano ou divino. Por isso, é muito importante manter uma autodisciplina ética rigorosa se deseja seguir tendo um bom renascimento.

Se você pratica a generosidade, mas não tem nenhum tipo de autodisciplina ética, o resultado disso é um renascimento que não será como ser humano, mas renasceremos, por exemplo, como um animal que terá muitos bens materiais. Da atitude de doação você obtém posses materiais, mas porque não tinha autodisciplina e ética, não renasce como um humano, mas como um animal, e há muitos animais que tem muitas posses que acumulam.

Paciência

O terceiro aspecto é cultivar tolerância e paciência como um hábito benéfico da mente. Se você não tem tolerância e paciência, fica com raiva, e quando fica com raiva, isso devasta completamente e destrói todo o potencial e energia positiva que está cultivando. Você está cultivando essas coisas, mas quando fica com raiva, as destrói completamente, é como, por exemplo, pegar um rolo de filme fotográfico e passar pelo raio-x do aeroporto, apagando todo o filme. Uma vez que você fica com raiva, é muito difícil simplesmente se acalmar imediatamente, mas você deve treinar-se para pensar em todas as desvantagens de ficar com raiva e dessa forma evitará perder a paciência.

Existem alguns tipos de pessoas cuja disposição é tal que, devido a hábitos e instintos anteriores que cultivaram no passado, têm uma forte tendência a serem sempre infelizes sentem-se tristes e sempre perdem a calma e ficam com raiva. Isso existe: há pessoas irritadiças que o tempo todo perdem a paciência. Esses tipos de coisas acontecem. Quando esse tipo de situação surge, quando você está sempre zangado e sempre frustrado em uma determinada situação, quando encontra um certo tipo de pessoa ou objeto ou o que seja que sempre te incomoda, às vezes pode ser muito útil deixar esse lugar e evitar completamente aquilo que sempre te deixa com raiva. Desta forma, por não entrar em contato com aquilo que está sempre deixando você irritado, pode superar um temperamento tão raivoso.

Da mesma forma, há várias causas que deixam você com raiva, e é melhor não pensar nelas. É melhor não cutucar e não ficar tentando investigar as causas de sua raiva, é melhor esquecê-la e não pensar nisso. A razão para isso é que, quando você tem vários tipos de aprendizado, se não pensar a respeito, esquece o que aprendeu e, da mesma forma, quando não pensa em sua raiva, esquece.

Se você conseguir superar sua raiva dessa maneira e nunca ficar com raiva, nunca perderá a paciência, qualquer que seja a situação, e descobrirá que todo mundo vai gostar de você e admirar você e dizer: "Que pessoa maravilhosa, ela nunca perde a paciência ". Se você não consegue controlar a sua raiva e sempre sucumbe a ela, vai ver que você vai ficar com raiva mesmo perante as mínimas coisas. Alguém vai dizer que você tem o nariz engraçado e você simplesmente explodirá de raiva.

Se você ficar com raiva, não será capaz de manter qualquer tipo de harmonia ou equilíbrio com os outros e não será capaz de realizar nada que queira fazer. Se você quer realizar seus propósitos, precisa ter uma relação harmoniosa com os outros e nunca conseguirá isso se estiver sempre zangado com eles. Se conseguir ter uma relação harmoniosa com quem você trabalha, conseguirá realizar grandes coisas, conseguirá formar uma boa força de trabalho.

Perseverança

A próxima atitude de amplo alcance é a perseverança com entusiasmo positivo, que é o sentimento de perseverança, entusiasmo e felicidade em fazer algo positivo. Se você apenas trabalhar muito e colocar um grande esforço em assuntos mundanos, isso não é chamado de entusiasmo positivo. Se colocar muito trabalho e esforço em assuntos espirituais e treinamento, isso é o que chamamos de entusiasmo positivo.

O oposto de perseverança com entusiasmo positivo é o que é conhecido como preguiça. Existem três tipos diferentes de preguiça. Primeiro, há o tipo de preguiça que é um sentimento de inadequação. Por exemplo, você olha para todos esses atos maravilhosos que os seres dedicados, os bodhisattvas, têm feito em termos de dar seus corpos para os outros e assim por diante, e se sente totalmente inadequado, que não conseguiria fazer algo assim. Isso é conhecido como um sentimento de inadequação. É um tipo de preguiça, porque se você treina e pratica, pode chegar ao ponto em que realizará essas coisas.

O segundo tipo de preguiça é a preguiça de desistir; é quando você se propõe a fazer algo positivo, trabalha como um fanático por algumas semanas ou um mês, não consegue atingir o que queria e desiste. Esta é uma forma de preguiça e é importante não ter esse tipo de atitude, mas perseverar com esforço constante.

O próximo tipo de preguiça é a preguiça da procrastinação, de sempre adiar as coisas para o dia seguinte. Você diz que fará amanhã e fica constantemente adiando. Essa é uma atitude extremamente ruim. Se uma pessoa é preguiçosa, será muito difícil ela desenvolver qualquer boa qualidade, aprender alguma coisa ou dominar qualquer coisa. A preguiça, por natureza, pode não parecer tão ruim, mas na verdade é algo extremamente negativo, porque nos faz desperdiçar toda a nossa vida. Portanto, é extremamente importante desenvolver uma atitude de entusiasmo.

No passado havia um grande mestre chamado Dromtonpa, que era uma emanação de Chenrezig ou Avalokiteshvara, e tinha um compromisso sincero com um mestre espiritual a quem serviu muito sinceramente, o mestre chamado Setonpa. A maneira como ele praticava era: ele se sentava, com os pés amaciva as peles de couro de seu dono, com as mãos ele agitava o leite e com as costas balançava para frente e para trás para fazer iogurte. E ele colocava seus livros ao lado dele enquanto estava fazendo tudo isso e estudava dessa maneira com grande entusiasmo e perseverança. Ele subia e descia das peles de couro para amaciá-las, as peles dos animais. Para amaciá-las, você tem que subir e descer nelas. Com as mãos, ele agitava o leite e com as costas, balançava para a frente e para trás para fazer o iogurte. Quando Atisha chegou ao Tibet e conheceu Dromtonpa, perguntou sobre o que ele tinha feito no passado e Dromtonpa explicou isso. Então ele disse: “De todas as práticas espirituais que você fez, a mais positiv foi esse tipo de serviço, esse tipo de ação.”

Se você for uma pessoa muito capaz e competente, conseguirá fazer os dois tipos de atividade, a mundana e a espiritual, muito bem; mas, se for uma pessoa incompetente, não será capaz de fazer nenhuma. Por isso estou muito feliz em ver pessoas como vocês, que tem empregos, que trabalham durante o dia, e à noite vêm a vários ensinamentos e atividades espirituais. Isso é algo que me deixa extremamente feliz de ver.

Estabilidade Mental

A próxima atitude de longo alcance é ter estabilidade mental, constância mental. Você precisa desenvolver um estado mental que tenha concentração e estabilidade. O que é necessário é um certo método para assentar sua mente, e isso é feito concentrando-se em um objeto focal. Qualquer que seja o tipo de objeto escolhido, você precisa fazer um tipo de meditação onde fixa e foca nesse objeto. Você deve escolher cuidadosamente um objeto e não mudar mais, e então colocar sua mente em um estado focado naquele objeto. Se você praticar corretamente, pode obter um estado mental sereno e tranquilo (shamata) com total concentração dentro de seis meses.

Quando você começa a meditar ou a tentar cultivar hábitos mentais benéficos, aprendendo a se concentrar, deve fazer sessões muito curtas, mas frequentes. Você deve fazer, por exemplo, algo como dezoito sessões curtas por dia e então sua prática irá bem. Fazemos todo tipo de práticas de recitação de várias divindades; tentamos obter visões e atualizar a deidade, mas não conseguimos. A razão pela qual não obtemos sucesso é porque não temos um estado mental tranquilo e estável. Não temos concentração. Você senta e tenta recitar um rosário de OM MANI PADME HUM e, embora seu corpo esteja lá, em sua mente você está perambulando e indo para todos os lugares durante sua recitação.

Havia uma pessoa que sempre costumava esquecer o que estava fazendo. Esquecia tudo dos seus negócios e, quando isso acontecia, dizia às pessoas: "Espere um segundo, vou me sentar e começar a fazer minhas orações e então me lembrarei". É importante ser muito forte e determinado. Se for rezar um rosário inteiro de OM MANI PADME HUM, determine que durante todo esse tempo não permitirá que sua mente vagueie; e se conseguir fazer isso, colherá grandes benefícios dessa prática.

Se puder desenvolver um estado de espírito tranquilo e sereno, seja qual for o tipo de coisa positiva em que queira colocar suas energias, poderá imediatamente enviar sua mente nessa direção positiva. Se puder desenvolver um estado mental tranquilo e estável, será sobre essa base que conseguirá desenvolver a percepção extra-sensorial. Você não conseguirá ter nenhum tipo de percepção extra-sensorial, a menos que tenha uma mente calma e assentada.

Quando você consegue desenvolver um estado mental tranquilo e estável, é como ter um grande avião à sua disposição. Qualquer coisa positiva que queira que sua mente faça, ela fará imediatamente e com grande força e energia, e onde quer que queira colocar sua mente, ela permanecerá lá e ficará imóvel.

Mesmo que desenvolva um estado mental tranquilo e estável, isso por si só não é suficiente. Você também precisa desenvolver uma mente excepcionalmente perceptiva, a mente da vipassana, porque sua mente precisa ser calma e assentada, e excepcionalmente perceptiva e voltada para a realidade.

Consciência Discriminativa

É necessário desenvolver consciência discriminativa, com a qual você compreende a realidade, a vacuidade, a ausência de todas as formas fantasiosas de existência, e isso nos leva à sexta atitude de amplo alcance, que é a atitude de amplo alcance da consciência discriminativa, ou da sabedoria. Essa consciência discriminativa é a consciência com a qual você entende que não existe uma identidade verdadeira para você ou para qualquer ser.

Quando esse tipo de afirmação é feita, você deve entender que o que está sendo negado é algo fantasiado, ou seja, que as pessoas ou você mesmo têm uma identidade verdadeira e localizável; mas não é negar que existem pessoas, ou que existe um eu, convencionalmente falando. É negar apenas que há uma identidade concreta real e localizável.

É muito importante tentar diferenciar corretamente dois tipos de “eu”; existem dois tipos de "eu" que aparecem, o "eu" ou self que aparece. Há o eu que é apenas o eu comum convencional e há o eu que é completamente fantasiado e deve ser refutado; e se você não diferenciar entre esses dois com cuidado, terá muitos problemas.

O eu convencional é o eu que vai e volta. Eu como, eu ando, faço coisas negativas e depois tenho problemas com elas. Eu faço coisas positivas e sinto felicidade. É esse “eu” comum. É um eu convencional. Mas, além disso, há um tipo fantasiado de "eu", um "eu" que existria concretamente, por si só. Ele não existiria meramente como aquilo que pode ser imputado aos fatores agregados de sua experiência, mas se destacaria por si mesmo, independente de todo o resto. Isso é uma grande fantasia e deve ser refutado; mas, não o “eu”convencional em “eu” ando por aí e “eu” faço coisas.

Portanto, com base nesta preciosa vida humana que temos, devemos tentar desenvolver a consciência discriminativa com a qual entendemos que não existem identidades realmente encontráveis e assim por diante. Da mesma forma, devemos tentar desenvolver, além disso, um coração dedicado de bodhichitta, com o qual nos dedicamos totalmente aos outros, a alcançar a iluminação e a ter um coração amável e caloroso para os outros. Essas são coisas que devemos tentar fazer com base em nossa preciosa vida humana.

Se você tem essa consciência discriminativa com a qual entende a vacuidade, a total ausência de todos os modos fantasiosos de existir, pode eliminar todos os seus problemas e obter o estado de liberação de todas as dificuldades. Mas, se além disso tiver um coração totalmente dedicado aos outros e alcançar um estado mental totalmente claro e envolvido em alcançar o estado de um buda, então você realmente será capaz de alcançar esse estado de um buda. Tendo alcançado uma vida humana preciosa, você deve tentar o seu melhor para praticar essas duas coisas.

Conselho Final

Se você usa sua vida apenas para buscar coisas materiais e constantemente busca mais bens nesta vida, nunca sentirá que tem o suficiente e estará sempre insatisfeito. Portanto, é muito importante desenvolver uma atitude com a qual está satisfeito com o que tem e querendo cada vez mais. Você deve saber quando é suficiente. Se não tiver nenhum conceito ou sentimento de quando já é o bastante, mesmo que tenha todas as posses e riquezas do mundo, ainda assim sentirá que isso não é suficiente e desejará mais.

Se tem algum tipo de comida que você considera extremamente deliciosa, que adora mas não consegue perceber quando já comeu o suficiente, ela o fará mal e o fará vomitar. Você precisa aprender a sentir satisfação, sentir-se satisfeito, saber quando basta, ter pensamentos para ajudar os outros e nunca machucar ninguém e tentar praticar o máximo possível para ter um coração caloroso e gentil e recitar OM MANI PADME HUM. Praticar assim tornará sua vida muito significativa. Não desperdice sua vida se envolvendo apenas em tentar realizar coisas triviais, tente realizar algo maior.

Trabalhe para beneficiar todas as suas vidas futuras. Realmente, o principal ponto da prática é ter sempre um coração amável e caloroso; sempre se sentir feliz com os outros. Sempre que encontrar alguém, sentir-se feliz e contente e ser sempre gentil. Este é realmente o ponto principal. Nunca tenha qualquer tipo de sentimentos ou pensamentos de ferir ou prejudicar alguém. Livrar-se de todos os pensamentos prejudiciais e desenvolver pensamentos de bondade, desejando ajudar os outros, são os principais pontos de prática.

Se você está trabalhando assim para os outros e para levar os outros a um estado melhor, descobrirá que você mesmo alcançará a iluminação. Você mesmo se tornará primeiro um buda. Por exemplo, se você treina para obter todas as boas qualidades e se tornar muito bem educado e instruído, se tornará um grande representante do governo. Então, tendo conseguido essa posição poderosa e influente, será realmente capaz de ajudar os outros efetivamente. Por isso, é importante levar este coração dedicado com o qual você se dedica a ajudar os outros e a alcançar seus potenciais mais completos, a fim de poder fazê-lo. Assim, tome este tipo de dedicação como sua prática básica. Se a cada dia você pudesse renovar sua dedicação constantemente, de sempre dedicar seu coração a todos os outros, ao mesmo tempo alcançando o seu pleno potencial, desejando a todos que se libertem de seus problemas e que todos sejam felizes, seria extremamente benéfico.

Quando você ouvir sobre essas várias instruções sobre o amor e um coração dedicado, deve tomar isso como um conselho pessoal e algo que deve tentar desenvolver agora mesmo. Não deve pensar nisso como algo que é praticado no futuro e algo muito avançado que você nunca será capaz de alcançar. Por exemplo, quando você vai à escola pela primeira vez, logo que chega lá, começa a aprender a escrever o alfabeto, começando pela letra A. De lá você progride. Portanto, pelo mesmo exemplo, você deve começar do princípio para dedicar seu coração aos outros e alcançar seus potenciais mais completos. Se você dedicar seu coração repetidamente desta maneira, construirá isto como um hábito benéfico da mente, algo que lhe será natural, e este coração dedicado será estável. Portanto, você deve tentar praticar a mudança de suas atitudes em relação a si mesmo e aos outros.

Top